O agro é pop mesmo?

Acompanhe também nas redes sociais:

O Brasil é um dos países mais avançados no agronegócio, nos últimos anos o desempenho desse setor da economia vem sustentando a criação de riqueza no Brasil. O agronegócio no Brasil é uma atividade econômica extremamente profissional, com muita tecnologia incorporada e altamente lucrativa.

Note que estamos falando o agronegócio e não da agricultura como um todo. O agronegócio é aquela atividade agrícola, com produção em larga escala e que utiliza muita tecnologia para a produção e que está conectada com uma indústria ou para a exportação. Essa atividade está concentrada em poucas regiões do Brasil, mas a agricultura tradicional ocupa o país inteiro.

A questão é que o agronegócio, apesar do sucesso no Brasil, não deve ser uma opção de longo prazo para o país. O agronegócio, na forma como está posto, não irá desenvolver o Brasil. O agronegócio vende commodities, produtos cujos preços são definidos por forças internacionais da oferta e demanda, ou seja, o produtor brasileiro não consegue determinar o preço de sua soja, assim como a Samsung consegue definir o preço do celular com sua marca.

Fique por dentro das tendências do mercado com mais rapidez no conforto da sua caixa de entrada:

A métrica do desenvolvimento econômico é a melhoria da qualidade de vida da população de um país, mas isso só ocorre quando aumentamos a renda dessa população, para que ela tenha acesso à itens que melhorem sua vida.

Uma commodity para ser competitiva com os concorrentes internacionais precisa ter baixos custos de produção, por isso que o Brasil incorpora tanta tecnologia em seu agronegócio, para aumentar a produtividade e, consequentemente, baixar custos. Mas vender com custos baixos só melhora a situação do comprador, que nesse caso é o importador estrangeiro.

Por isso que é necessário termos uma indústria no Brasil, uma indústria inclusive para acrescentar valor às commodities do agro. Ou seja, embalagens para suco de frutas com tecnologia nacional, novos tipos de adoçantes e conservantes naturais para incorporar aos alimentos processados tudo com tecnologia nacional. Assim, o agro de fato se torna pop, pois ele vai integrar uma cadeia industrial importante para o país e parte das reduções dos custos no campo será incorporado aos salários de trabalhadores brasileiros.

Nada contra o agronegócio, que aliás está abrindo uma frente importante de indústria e serviços tecnológicos com as agrotechs. Mas são as agrotechs e a indústria nacional supridora de insumos, máquinas e equipamentos que deveriam ser, junto com o agronegócio, POPulares.

Haja vista que são as empresas industriais e de serviços tecnológicos que podem, de fato, aumentar nossa renda, fazer o diferencial (competitividade) de nossos produtos no mercado internacional e, finalmente, nos trazer o desenvolvimento.

Para o agro continuar a ser POP ele precisa ser, de fato, industrial, high tech e acontecer em todo Brasil.

Como este conteúdo foi útil para você?

Clique em uma estrela para avaliá-lo

Avaliação média / 5. Contagem de votos

We are sorry that this post was not useful for you!

Let us improve this post!